SIDA MATA MAS DE QUATRO MIL PESSOAS EM GAZA

A provincia de Gaza registou entre Dezembro de 2016 e Setembro do ano em curso mais de quatro mil e trezentos mortos por HIV/SIDA, com a particularidade de dez por cento corresponder a crianças.

Os dados foram tornados públicos no dia 01 de Dezembro 2017, em Marien N’Gouabi, arredores da cidade de Xai-Xai, durante as celebrações do Dia Mundial da luta contra SIDA.

Os distritos de Chókwé, Limpopo, Chongoene e Xai-Xai são os que ao longo do período em alusão registaram maior número de óbitos e abandonos ao tratamento. Disse Paulo Beirão directo provincial do Género e acção social falando em representação da Governadora Stella Zeca.

Refira-se que Gaza, de acordo com dados do IMASIDA 2015, possui a taxa de prevalência mais elevada do país, de 24,4%, facto que tem vindo a merecer uma reflexão por parte das autoridades governamentais locais, e não só, que continuam na busca de várias formas de resposta a esta enfermidade, apesar da crise económica e financeira que afecta o país.

Muito trabalho deverá ser feito ainda visando maior adesão e retenção dos pacientes em tratamento anti-retroviral, tendo em conta o facto de muitos concidadãos, incluindo emigrantes em serviço na África do Sul, abandonarem o tratamento, quando notam alguns sinais de melhoria do seu estado de saúde.

Segundo jornal Notícias indicam que até finais de Setembro do ano em curso a província administrou tratamento anti-retroviral a mais de 146 mil pacientes, em 137 unidades sanitárias.

 

Custódio Matsinhe

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *